domingo, 13 de junho de 2010

Voltando pra lugar nenhum

Volta e meia
volto à ti
meia volta
volto à mim
volto meia
desta volta
que não chega
nunca ao fim.

2 comentários:

Ari Pedro disse...

e é inteiramente poesia!!!

luizfernando disse...

Pode ir!
Mas vê se volta...Sempre!