terça-feira, 4 de maio de 2010

observa dor

não tem rede
pra jogar
nem tem fome
pra matar

não tem vento
que carregue
nem tem vela
que navegue

não tem marujo
pra dizer
não tem
não teve
nem vai ter

não tem que nadar
se não tem nada

4 comentários:

Ari Pedro disse...

tá ficando chato, que agora eu só elogio, mas o fato é que você tá mesmo fazendo coisas cada vez mais lindas, precisas, concisas, amplas...
tô orgulhoso de participar disso...

AMe disse...

concordo com Ari. rs

do título ao verso... td é poesia !


um novo blog... és bem vinda.

;)

AMe disse...

www.amandalla.blogspot.com

Virginia Teixeira Gazini disse...

Adorei, parabéns!