sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Cabeça

Querida amiga,
quando te vejo chegando
um passo depois outro
sorriso talco e coração ouro,
suas mãos maternas me esclarecem...

Os olhos precisam ver dentes
e o corpo padece se a gente
não sorri à qualquer um!

2 comentários:

Canto do Lufa disse...

Principalmente a parte "suas mãos maternas me esclarecem" é linda e de uma riqueza sensorial, onde se pode sentir o calor e a textura da mão.

Oi Amanda,

A Giu me falou muito dos seus textos!

Que bom que você me adicionou, vou te seguir também!

Prazer e parabéns pelo blog!
Vou ler com calma alguns outros textos seus.

Beijos

Free Star disse...

Amandinha, nao sabia que vc tb era poeta, e das boas.... um dia eu tava pirando, o que fazem os poetas??
E a melhor resposta que achei foi: andam por ae!!!!
bjao do pacifico
Estela e Fe ( A Fe te ama muito, ela sempre fala isso... nao liga se nao escreve,os amigos de outra planeta sempre a chamam)
bju
amamos vc!!!